Modelo de política agrossocial para desenvolvimento socioecon ...

Mini portada ciencia

Views: 237

Abstract

Desenvolvem-se estudos agrosocial e econômico em Santana do Ipanema, Alagoas, entre as coordenadas de 09022’S de latitude, -037015’ a WGr de longitude e 261m de altitude em relação ao nível médio do mar (N.M.M.), cujo objetivo é produzir riquezas intelectual e econômica, para atenuar prováveis impactos sociais resultantes da falta de geração de renda à região. A proposta de desenvolvimento formará mão de obra qualificada à região, através do Curso de PG, Especialização em Ciências Ambientais – Semiárido -capacitando profissionais nativos, em distintas áreas de estudo. Como fortalecimento da base estruturante, estudantes do último ano do ensino médio formados no Centro Tecnológico de Alagoas (IFAL), participam das atividades experimentais desenvolvidas na base de pesquisa. Esse modelo tem gerado incentivo aos estudantes da região e interesse de Instituições para parceria. Para alcançar-se os objetivos socioeconômicos propostos, o conhecimento sazonal dos parâmetros hídrico e edafoclimáticos é considerado imprescindível para obter-se a produção da fonte primária de renda: culturas agroindustrial, agroalimentar e agroecológica. As culturas teste para geração de renda efetiva posteriormente, são os eucaliptos e girassóis para produzirem lenha para combate à desertificação no bioma Caatinga, diversidade biológica e desenvolvimento socioeconômico, respectivamente. Os girassóis mostraram um excelente desenvolvimento no Semiárido; em 90 dias alcançaram uma produção de 0.60 kg/m2. Considerando-se o ciclo médio necessário de 120 dias à planta emergir e amadurecer as sementes em outras regiões, pode-se concluir que as condições microclimáticas observadas favorecem a produção vegetal com 25% de redução no ciclo vegetativo da cultura. Em relação aos objetivos sociais, aproximadamente 100 famílias da região poderão ser beneficiadas trabalhando no processamento das sementes para produzir óleo alimentar e ração animal. Sendo assim, acredita-se que a presente proposta venha a contribuir de forma efetiva para geração de renda e desenvolvimento socioeconômico da região em evidência. AGRADECIMENTOS - Os autores agradecem ao Conselho Nacional de Pesquisa, CNPq-Brasil, pelo auxílio financeiro (Proc. 563021/2010-1) à pesquisa ser desenvolvida no Semiárido através do Curso de Especialização em Ciências Ambientais/IGDEMA/UFAL. À Prefeitura Municipal de Santana do Ipanema/AL, pelo apoio logístico ao Projeto. 1Professor Dr.- Associado III. Universidade Federal de Alagoas/IGDEMA. Meteorologista. e-mail:jgomeschaves@hotmail.com ; jose.chaves@pq.cnpq.br 2Professor Adjunto IV-Dr. Universidade Federal de Alagoas